Please use this identifier to cite or link to this item: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1143
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Percepção dos docentes de fisioterapia das universidades do sul do estado e meio-oeste de Santa Catarina sobre integralidade na atenção básica à saúde
Other Titles: Perceptions of teachers of physiotherapy at Universities in The South and mid-west of the State of Santa Catarina, concerning integrality in basic healthcare
metadata.dc.creator: Silva, Carolina Schatz da
metadata.dc.contributor.advisor1: Benito, Gladys Amelia Vélez
metadata.dc.contributor.referee1: Saupe, Rosita
metadata.dc.description.resumo: A formação profissional do Fisioterapeuta, desde sua regulamentação, passou por inovações que objetivam o sustento social, científico e cultural da profissão. Entende-se a necessidade e importância de hoje as formações profissionais em saúde serem direcionadas à consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS). A Integralidade é um princípio fundamental do SUS que garante aos usuários uma atenção que abrange as ações de promoção, prevenção, tratamento e reabilitação, com garantia de acesso a todos os níveis de complexidade do Sistema de Saúde. Escolheu-se a Integralidade como fundamento a este estudo, na crença de que esta seja a mais rica das essências do SUS e capaz de envolver todas as outras premissas. O estudo propõe como objetivo, analisar a percepção dos docentes de Fisioterapia nas universidades do sul e extremo oeste de Santa Catarina sobre Integralidade na Atenção Básica à Saúde. A abordagem metodológica da pesquisa é qualitativa, iniciada por análise documental com estudo das matrizes curriculares das universidades do sul e meio-oeste de Santa Catarina que possuíam cursos de graduação em Fisioterapia. Baseados nesta análise foram identificados os docentes responsáveis pelas disciplinas relacionadas à temática deste estudo. Seguiuse então com a coleta de dados, por meio de entrevistas semi-abertas, com a utilização de um guia norteador. O conteúdo resultante das entrevistas foi analisado e discutido na forma de categorias. Dentre os achados estão as concepções que os docentes têm sobre o sistema único de saúde brasileiro, sobre sua história, seus avanços na consolidação, suas conquistas e algumas percepções sobre como funciona o SUS, suas falhas e recursos para minimizar estas falhas e a quem o SUS se destina. A análise dos discursos resgatou também o entendimento que os docentes têm acerca da Atenção Básica à Saúde, da promoção da saúde e os significados da Integralidade. Dentre os resultados destacam-se ainda os sentimentos em relação à participação do Fisioterapeuta no SUS e Atenção Básica à Saúde, a necessidade da Fisioterapia estar inserida nas políticas do SUS e se fazer presente em todos os níveis de atenção à saúde. O quanto o Fisioterapeuta pode contribuir com sua formação generalista, conhecimentos e habilidades. E por fim, descobriu-se o que falta ao Fisioterapeuta para inserir-se nos espaços de Atenção Básica; o que falta para a profissão colaborar com o SUS e com a atenção integral as famílias e comunidades e as explicações que os docentes têm sobre a participação do Fisioterapeuta ainda ser incipiente neste cenário. O estudo proporcionou o entendimento de que os Fisioterapeutas devem ser mais cientes de suas competências profissionais e buscarem o reconhecimento público e profissional. Precisam ser mais comprometidos com a profissão e com o SUS, conhecer melhor o sistema, agir de forma a contribuir com a saúde, acreditando na Fisioterapia e no SUS
Abstract: The professional training of the Physical therapist, since its regulation, has undergone various innovations aimed at sustaining the social, scientific and cultural life of the profession. The need and importance are understood, nowadays, of a training for health professionals that is focused on the consolidation of the Sistema Único de Saúde (SUS the Brazilian national healthcare system). Integrality is a fundamental principle of the SUS, in assuring for its users a healthcare that includes the actions of promotion, prevention, treatment and rehabilitation, with guaranteed access to all levels of complexity of the Health System. Integrality was therefore chosen as the basis of this study, in the belief that this is the richest of the essences of SUS, capable of taking in all other premises. The proposed objective of this study is to analyze perceptions of university teachers of Physiotherapy in the south and mid-west of Santa Catarina, on the issue of Integrality in Basic Healthcare. The methodological approach used by the research is the qualitative one, which began with a documentary analysis of the curricular matrices of universities in the south and mid-west of Santa Catarina, which had graduate courses in Physiotherapy. Based on this analysis, the teachers responsible for the disciplines related to the theme of this study were identified. This was followed up with data collection, through semi-open interviews, with the use of a guiding script. The results of the interviews were analyzed and discussed in the form of categories. Among the findings are the concepts held by teachers, on the unified Brazilian health system, its history, its progress in consolidation, its achievements, and some perceptions about how SUS works, its failures, the resources to minimize these failures, and those whom the SUS is aimed at. The discourse analysis also gathered the teachers understandings of Basic Healthcare, health promotion and the meanings of Integrality. The results addressed the teachers views regarding the participation of the Physical therapist in the SUS and Basic Healthcare, and the need for physiotherapy be included in the policies of SUS and be present at all levels of primary healthcare; and the ways in which the Physical therapist can help with their general training, knowledge and skills. Finally, it determines what is lacking for the Physical therapist to form part of the basic healthcare; what is lacking for this professional to work with SUS and with integral healthcare for families and communities, and the explanations given by the teachers for why the participation of Physical therapist is still low in this scenario. The study provided an understanding that Physical therapists need to be more aware of their professional skills, and to seek public and professional recognition. They need to be more committed to the profession and to the SUS, to get to know the system better, and to act in a way that will contribute to health, believing in Physiotherapy and in the SUS
Keywords: atenção primária à saúde
Sistema Único de Saúde
fisioterapia
primary healthcare
Sistema Único de Saúde (SUS)
physiotherapy
docentes - fisioterapia
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Vale do Itajaí
metadata.dc.publisher.initials: UNIVALI
metadata.dc.publisher.department: Saúde da Família
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Saúde e Gestão do Trabalho
Citation: SILVA, Carolina Schatz da. Perceptions of teachers of physiotherapy at Universities in The South and mid-west of the State of Santa Catarina, concerning integrality in basic healthcare. 2008. 110 f. Dissertação (Mestrado em Saúde da Família) - Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2008.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1143
Issue Date: 26-Mar-2008
Appears in Collections:Importação Nova 20150826 Coleção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carolina Schatz da Silva.pdf1,04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.