Please use this identifier to cite or link to this item: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1272
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Redes interorganizacionais e gestão do conhecimento: um estudo do grupo gestor do destino indutor Manaus
metadata.dc.creator: Veras, Yvna Maria Cavalcanti
metadata.dc.contributor.advisor1: Anjos, Francisco Antonio dos
metadata.dc.contributor.referee1: Anjos, Sara Joana Gadotti dos
metadata.dc.description.resumo: As políticas públicas oriundas do Plano Nacional de Turismo PNT 2007-2010 incentivou a gestão descentralizada e participativa buscando contribuir para redução das desigualdades regionais e permitir a participação da sociedade. Pautado nas ações a serem implantadas no programas de regionalização, o Ministério do Turismo criou o Projeto Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional que buscou analisar a capacidade que os destinos têm de evoluir a partir do conhecimento de si mesmo e avaliar ano a ano a evolução de seus índices, como uma das estratégias para seu desenvolvimento foram criados os Grupos Gestores sob a forma de instâncias de governanças. O presente trabalho apresentou como objetivo geral analisar as contribuições do grupo gestor para o desenvolvimento do destino indutor Manaus. Para atingir este objetivo foram revisados os conceitos de políticas públicas, gestão do conhecimento e redes interorganizacionais. Este estudo teve caráter exploratório de natureza qualitativa, utilizou-se de pesquisas bibliográfica e documental para analisar as políticas públicas de turismo de Manaus entre 2007 e 2010 e caracterizar o grupo gestor do destino indutor Manaus. O embasamento teórico foi norteado por publicações em periódicos, livros, dissertações e teses referentes ao tema em questão. Como técnica de coleta de dados utilizou-se de entrevista semi-estruturada realizada com um representante de cada uma das representações que compõem o grupo gestor do destino indutor Manaus, buscando mapear a rede a partir de três pilares da rede de relacionamento, elaborou-se a categorização por meio destas entrevistas. Os resultados da pesquisa demonstraram que como políticas públicas de turismo em Manaus há somente o Plano Estadual de Turismo do Amazonas, tendo como premissa a descentralização a partir do macroprograma de regionalização, que equipara suas atribuições aos das instâncias de governanças regionais ou grupos gestores dos 65 destinos indutores do desenvolvimento turístico regional. O Grupo Gestor de Manaus foi criado em setembro de 2009, a partir da estratégia do Mtur em convidar os membros do Fórum Estadual de turismo a fim de participar da oficina de sensibilização realizada em Manaus, buscando a gestão do destino. A análise final comprova que a utilização da gestão do conhecimento e da rede de relacionamento do grupo culminou em desenvolvimento pessoal e do grupo, contribuindo positivamente para o desenvolvimento do destino indutor Manaus a partir do planejamento elaborado e utilizado como uma das bases de informação para gerar o relatório de Competitividade do destino, como resultado da atuação do grupo foi constatado como um fator limitador a descontinuidade política, a saída de sua liderança, a não legalização do grupo nos moldes de uma organização formal, restringindo a execução de suas ações assim como a falta de apoio, causaram interrupção dos encontros do Grupo Gestor Manaus.
Abstract: The public policies arising from the National Tourism Plan NTP 2007-2010 have promoted generalized and participative management, with the aim of reducing regional inequalities and enabling the participation of society. Based on the actions to be implemented in the regionalization programs, the Ministry of Tourism created the Project Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional (Regional Tourism Development Inductor Destinations) which sought to analyze the capacity of destinations to evolve, based on aknowledge of themselves, and to evaluatethe evolution of their indices, year on year. As one of the strategies for their development, the Management Groups were set up, under the form of governance instances. The overall objective of this work is to present the contributions of the management group for the development of the inductor destination of Manaus. To achieve this objective, the concepts of public policies, knowledge management and interorganizational networks were reviewed. This was an exploratory, qualitative study, which used bibliographic and documentary research to analyze the public policies in the area of tourism in Manausbetween 2007 and 2010, and to characterize the management group of the inductor destination of Manaus. The theoretical basis was guided by publications in periodicals, books, dissertations and theses relating to the theme in question. As a data collection technique, semi-structured interviews were carried out with a representative of each of the representations that make up the management group of the inductor destination of Manaus. Seeking to map the network based on three pillars of the relationship network, the categorization was created through these interviews. The results of the research demonstrate that in regard to public policies for tourism in Manaus, there is only the State Plan for Tourism of Amazonas, which is based on a premise of decentralization through the regionalization macro-program, which will compareits attributions with the instances of regional governance or management groups of sixty-five regional tourism development inductor destinations. The Management Group of Manaus was created in September 2009, based on the Mtur strategy of inviting members of the State Forum for tourism to take part in a workshop aimed at raising awareness in Manaus, for the management of the destination. The final analysis provesthat the use of knowledge management and of the relationship network of the group culminated in personal and group development, contributing positively to the development of the inductor destination of Manaus, based on the planning elaborated and used as one of the information bases for generating the Competitivity report of the destination. As a result of the action of the group, it was seen how a limiting factor of political discontinuity, the departure of its leadership, the non-legislation of the group in the molds of a formal organization, restricting the execution of its actions, as well as the lack of support, cause interruptions to the meetings of the Management Group of Manaus.
Keywords: Política públicas de turismo
Governança
Rede interorganizacional
Gestão do conhecimento e Manaus
Public tourism policies
Governance
Interorganizational network
Knowledge management and Manaus
Políticas públicas - Manaus
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::TURISMO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Vale do Itajaí
metadata.dc.publisher.initials: UNIVALI
metadata.dc.publisher.department: Planejamento e Gestão do Turismo e da Hotelaria
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Turismo e Hotelaria
Citation: VERAS, Yvna Maria Cavalcanti. Redes interorganizacionais e gestão do conhecimento: um estudo do grupo gestor do destino indutor Manaus. 2012. 155 f. Dissertação (Mestrado em Planejamento e Gestão do Turismo e da Hotelaria) - Universidade do Vale do Itajaí, Balneário Camboriú, 2012.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1272
Issue Date: 27-Aug-2012
Appears in Collections:Importação Nova 20150826 Coleção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Yvna Maria Cavalcanti Veras.pdf1,58 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.