Please use this identifier to cite or link to this item: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1429
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Estudo fitoquímico e análise gastroprotetora dos principais constituintes das cascas das raízes de Maytenus robusta REISS (Celastraceae)
Other Titles: Phytochemical study and gastroprotective analysis of the main components of the bark of roots from Maytenus robusta reiss (Celastraceae)
metadata.dc.creator: Brasil, Danyela Francine Benvenutti
metadata.dc.contributor.advisor1: Niero, Rivaldo
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Andrade, Sérgio Faloni de
metadata.dc.contributor.referee1: Malheiros, Angela
metadata.dc.contributor.referee2: Souza, Márcia Maria de
metadata.dc.contributor.referee3: Simionatto, Edesio Luiz
metadata.dc.description.resumo: Maytenus robusta Reiss (Celastraceae) é uma planta originária da América do Sul e utilizada na medicina popular no tratamento de úlceras gástricas. O presente trabalho avaliou por diferentes técnicas cromatográficas e espectroscópicas, a constituição química das cascas das raízes, bem como o potencial antiulcerogênico do extrato bruto, frações e compostos puros, em diferentes modelos em animais. Neste aspecto, o material vegetal foi coletado, seco em estufa por 48 horas a 40 ºC, triturado e macerado em metanol durante 7 dias. Após evaporação do solvente, o extrato foi particionado com solventes de polaridade crescente como: hexano, clorofórmio e acetato de etila obtendo-se as frações semipurificadas. Estas frações foram submetidas à separação e purificação através de cromatografia em coluna aberta e coluna Flash e monitoradas por cromatografia em camada delgada. Entre as sub-frações coletadas da fração hexânica, duas substâncias foram isoladas e identificadas através de cromatografia em camada delgada em comparação com padrões autênticos como sendo os compostos 3,12-dioxofriedelano e estigmasterol. Outra sub-fração denominada MRR-H-25-30 foi identificada através de dados espectroscópicos de Ressonância Magnética Nuclear de Hidrogênio (RMN-1H) e Carbono treze (RMN-13C), como sendo o 11-hidroxilup-20(29)-en-3-ona. Por outro lado, uma sub-fração obtida da fração de clorofórmio e denominada MRR-C-19-24 foi identificada como sendo a maiteína. Paralelamente, as raízes passaram por um processo de extração direta por maceração durante sete dias utilizando uma mistura éter: hexano (50:50). Após evaporação do solvente, o extrato foi submetido à purificação através de cromatografia em coluna aberta e em coluna Flash, eluídas com diferentes proporções de hexano:acetona e monitoradas através de cromatografia em camada delgada. Deste procedimento foi possível isolar e identificar através de cromatografia em camada delgada em comparação com padrões autênticos o composto 3,12-dioxofriedelano e através de análises espectroscópicas a maiteína e -sitosterol, além do 3,7-dioxofriedelano. No modelo de úlcera induzida por etanol foi observado que o tratamento com extrato metanólico de M. robusta (50; 250 e 500 mg/kg) e cimetidina (100 mg/kg) reduziu significativamente a área total da lesão, porcentagem de área lesada e o índice de lesão em comparação com o controle negativo, demonstrando um índice de cura de 90,42 ± 2,49; 95,58 ± 1,2 e 77,58% ± 3,32%, respectivamente. As frações de hexano, clorofórmio e acetato de etila (250 mg/kg) também apresentaram redução significativa nos parâmetros analisados, com índice de cura de 72,48± 2,99; 84,95 ± 5,72 e 81,57% ± 3,25%. No modelo de úlcera induzida por AINE, tanto o extrato metanólico (50; 250 e 500 mg/kg) quanto as frações de hexano (125 mg/kg); clorofórmio e acetato de etila (250 mg/kg), demonstraram redução significativa da área total da lesão, porcentagem de área lesada e índice de lesão em comparação com o controle negativo, com valores de índice de cura de 47,64 ± 0,96; 66,04 ±0,24 e 73,80% ± 0,29 para o extrato metanólico e valores de 76,95 ±0,22; 89,50 ± 0,08 e 82,06% ± 0,09% para as frações testadas, respectivamente. Em relação aos compostos testados, 3,12- dioxofriedelano; 3,7-dioxofriedelano; 11-hidroxilup-20(29)-en-3-ona e maiteína (30mg/kg), todos mostraram significativa redução nos parâmetros analisados com valores de índice de cura de 74,28 ± 0,01; 77,14 ± 0,09; 76,19 ± 0,04 e 87,61 ± 0,08%, respectivamente. Estes resultados mostram que as raízes de Maytenus robusta pode ser uma fonte promissora de moléculas com futura aplicabilidade no tratamento de distúrbios gástricos
Abstract: Maytenus robusta Reiss (Celastraceae) is a native plant of South America, which is used in folk medicine to treat gastric ulcers. Using different spectroscopic and chromatographic techniques, the present work evaluated the chemical composition of the root bark, as well as the antiulcerogenic potential of the crude extract, fractions and pure compounds, in different models in mice. The plant material was dried for 48 hours at 40°C, crushed, and macerated in methanol for seven days. After evaporation of the solvent, the extract was partitioned with solvents of increasing polarity such as hexane, chloroform and ethyl acetate, to yield the semi-purified fractions. These fractions were subjected to separation and purification by open column chromatography and flash column, and monitored by thin layer chromatography. From the sub-fractions collected from the hexanic fraction, two substances were isolated and directly identified by thin layer chromatography, in comparison with authentic standards, as 3,12-dioxofriedelane and stigmasterol. Another sub-fraction, named MRR-H- 25-30, was identified by spectroscopic data (1H NMR) and (13C-NMR) as the 11-hydroxylup- 20 (29)-en-3-one. On the other hand, a sub-fraction obtained from chloroform fraction and named MRR-C-19-24 was identified as maytein. Meanwhile, the roots were submitted to direct extraction by maceration for seven days using a mixture of ether:hexane (50:50). After evaporation of the solvent, the extract was subjected to purification by open column and flash chromatography, eluted with different hexane:acetone ratios, and monitored by thin layer chromatography. Using this procedure, it was possible to isolate and identify by thin layer chromatography, in comparison with authentic standards, 3,12-dioxofriedelane and by spectroscopic analysis, maytein and -sitosterol, and also 3,7-dioxofriedelane. In the ethanolinduced ulcer model, it was observed that treatment with methanolic extract of M. robusta (50, 250 and 500 mg/kg) and cimetidine (100 mg/kg) significantly reduced the total lesion area, the percentage of the injured area, and the lesion index, compared to the negative control, demonstrating a cure index of 90.42 ± 2.49; 95.58 ± 1.2 and 77.58 ± 3.32%, respectively. The fractions of hexane, chloroform and ethyl acetate (250 mg/kg) also showed a significant reduction in the parameters analyzed, with a cure index of 72.48 ± 2.99; 84.95 ± 5.72 and 81.57 ± 3.25%. In the model of NSAID-induced ulcer, both the methanol extract (50, 250 and 500 mg/kg) and hexane fractions (125 mg/kg), chloroform and ethyl acetate (250 mg/kg) showed a significant reduction in total lesion area, percentage of injured area and lesion index compared with the negative control, with cure index values of 47.64 ± 0.96; 66.04 ± 0.24 and 73. 80% ± 0.29 for the methanol extract and values of 76.95 ± 0.22; 89.50 ± 0.08 and 82.06% ± 0.09% for the tested fractions, respectively. In relation to the tested compounds, 3,12-dioxofriedelane; 3,7-dioxofriedelane; 11-hidroxilup-20(29)-en-3-one and maytein (30mg/kg) all presented a significant reduction in lesion index with values of 74,28 ± 0.01; 77.14 ± 0.09; 76.19 ± 0.04 and 87.61 ± 0.08%, respectively. These results show that the roots of M. robusta may be a promising source of molecules, with further applicability in the treatment of gastric disorders
Keywords: Maytenus robusta
Fitoquímica
Atividade antiulcerogênica
M. robusta
Phytochemistry
Antiulcer activity
Produtos naturais
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Vale do Itajaí
metadata.dc.publisher.initials: UNIVALI
metadata.dc.publisher.department: Produtos Naturais e Substâncias Bioativas
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Ciências Farmacêuticas
Citation: BRASIL, Danyela Francine Benvenutti. Phytochemical study and gastroprotective analysis of the main components of the bark of roots from Maytenus robusta reiss (Celastraceae). 2013. 121 f. Dissertação (Mestrado em Produtos Naturais e Substâncias Bioativas) - Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2013.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1429
Issue Date: 6-Dec-2013
Appears in Collections:Importação Nova 20150826 Coleção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Danyela Francine Benvenutti Brasil.pdf14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.