Please use this identifier to cite or link to this item: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1583
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A ESTRATÉGIA DE DIVERSIFICAÇÃO E SUA INFLUÊNCIA NA PERFORMANCE: UMA ANÁLISE EMPÍRICA EM COMPANHIAS ABERTAS NO BRASIL
metadata.dc.creator: Grzebieluckas, Cleci
metadata.dc.contributor.advisor1: Marcon, Rosilene
metadata.dc.contributor.referee1: Alberton, Anete
metadata.dc.contributor.referee2: Nakamura, Wilson Toshiro
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa tem como objetivo investigar a existência de relação entre a diversificação de produtos e a performance das Companhias Abertas no Brasil no período de 2001 a 2005. A amostra foi composta de 168 empresas brasileiras que possuíam informações no Relatório de Informação Anual (IAN), as quais são enviadas anualmente à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). As empresas foram classificadas em três grupos de acordo com sua estratégia de diversificação de produto e foram consideradas: único, as empresas em que o principal produto representava mais de 95% do total das vendas; moderadamente diversificada as empresas em que o principal produto representava entre 95 e 50% do total das vendas e, altamente diversificadas as empresas em que o principal produto representava menos de 50% do total das vendas. Duas técnicas estatísticas foram utilizadas, regressão múltipla e análise de variância (ANOVA). Três medidas de performance foram empregadas: Rentabilidade operacional sobre o ativo (ROAOP), rentabilidade sobre o ativo (ROA) e rentabilidade sobre o patrimônio líquido (ROE). As variáveis explicativas utilizadas foram a variável de diversificação (DIVER) juntamente com as variáveis de controle endividamento sobre o patrimônio líquido (ENDV), crescimento das vendas (CRESV), desvio padrão da rentabilidade operacional (RISCO) e tamanho do ativo (TAM). Três modelos foram gerados com três regressões cada um a fim de verificar a relação diversificação X performance. A análise de variância foi realizada com o propósito de verificar diferenças nas médias da performance entre os grupos estratégicos. Para as regressões a DIVER não apresentou significância estatística em nenhum dos modelos. O ENDV apresentou significância estatística negativa nas variáveis de performance ROA e ROE para os modelos I e II, e na variável de performance ROA para o modelo III. O CRESV apresentou significância estatística positiva em todos os modelos. O RISCO teve significância estatística positiva no modelo I para o ROAOP e ROE, em todas as variáveis do modelo II, e somente para o ROAOP no modelo III. O TAM apresentou significância estatística positiva em todos os modelos das regressões. Quanto à ANOVA, os grupos estratégicos não apresentaram diferenças significativas em nenhuma das variáveis, tanto de performance como de controle. A análise dos resultados evidenciou que, diferentemente dos estudos em países desenvolvidos, o grupo de categoria estratégica produto único apresentou maior indicador de rentabilidade, maior endividamento e crescimento, e conseqüentemente maior risco. Já as firmas altamente diversificadas apresentaram maior rentabilidade operacional, enquanto o grupo moderadamente diversificado apresentou menor índice de endividamento.
Abstract: The objective of this study was to investigate whether there exists a relationship between product diversification and performance of Publicly Traded Companies in Brazil, during the period 2001 to 2005. The sample consisted of 168 Brazilian companies which have information in the Annual Information Report (AIR), which is sent annually to the Securities Commission (CVM). The companies were classified into three groups, according to their strategy of product diversification. These were: single - companies in which the principal product represented more than 95% of the total sales; moderately diversified - companies in which the main product represented between 95 and 50% of the total sales, and highly diversified - companies in which the principal product represented less than 50% of the total sales. Two statistical techniques were used: multiple regression and analysis of variance (ANOVA). Three performance indicators were used: Operating Profit on assets (OpROA), return on assets (ROA) and Return on Equity (ROE). The explanatory variables used were the variable of diversification (DIVER), and the variables of Indebtedness control on net assets (INDEB), sales growth (SG), standard deviation for operating profit (RISK) and Size of Assets (SIZ). Three models were generated with three regressions each, in order to determine the relationship between diversification and performance. Analysis of variance was carried out to determine differences in the performance indicators between the strategic groups. For the regressions, the variable DIVER did not present statistical significance in any of the models. The INDEB showed negative statistical significance in the performance variables ROA and ROE for models I and II, and in the performance variable ROA for model III. The SG presented positive statistical significance in all the models. The RISK showed a positive statistical significance in model I for the OpROA and ROE, in all the variables of model II, and only for the OpROA in model III. The SIZ presented a positive statistical significance in all the regression models. Regarding the ANOVA, the strategic groups did not present significant differences in any of the variables, either for performance or control. The analysis of the results showed that unlike studies carried out in developed countries, the strategic category group single product showed a higher performance indicator, and higher Indebtedness and growth, and consequently, greater risk. Meanwhile, the highly diversified companies showed higher operating profit, while the moderately diversified group showed a lower level of Indebtedness.
Keywords: diversificação de produtos
performance
estratégia
product diversification
performance
strategy
Administração de empresas
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Vale do Itajaí
metadata.dc.publisher.initials: UNIVALI
metadata.dc.publisher.department: Organizações e Sociedade
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Administração
Citation: GRZEBIELUCKAS, Cleci. A ESTRATÉGIA DE DIVERSIFICAÇÃO E SUA INFLUÊNCIA NA PERFORMANCE: UMA ANÁLISE EMPÍRICA EM COMPANHIAS ABERTAS NO BRASIL. 2007. 144 f. Dissertação (Mestrado em Organizações e Sociedade) - Universidade do Vale do Itajaí, Biguaçu, 2007.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1583
Issue Date: 9-Feb-2007
Appears in Collections:Importação Nova 20150826 Coleção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cleci Grzebieluckas.pdf2,05 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.