Please use this identifier to cite or link to this item: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1679
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A teoria do conhecimento em Bergson: ressonâncias na filosofia, educação e cinema
metadata.dc.creator: Costa, Silvano João da
metadata.dc.contributor.advisor1: Hostins, Regina Célia Linhares
metadata.dc.contributor.referee1: Christofoletti, Rogério
metadata.dc.contributor.referee2: Neitzel, Adair de Aguiar
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho é resultado de uma pesquisa qualitativa bibliográfica e documental, que pretende apresentar a teoria do conhecimento em Bergson e suas ressonâncias na filosofia, educação e cinema. O pensamento de Bergson gira em torno da distinção e mesmo da oposição, sem mútua exclusão, entre inteligência e intuição. O filósofo francês tem uma construção sistemática, original e coerente do pensamento, que pode ser sintetizada num impulso de vida que cria e se desenrola na duração, ou seja, num movimento dinâmico e de ininterrupta criação, culminando no aparecimento do ser humano constituído de consciência, memória e liberdade. Entende-se, nesta pesquisa, que a teoria da educação supõe uma teoria do conhecimento, pois, tem suas raízes gnosiológicas que lhes dão sustentação. Neste sentido, procura-se discutir a teoria do conhecimento em Bergson, pelas imagens do cinema, percebendo suas evidências no filme Hiroshima meu amor (1959). Trata-se de um exercício metodológico de análise e discussão da teoria do conhecimento, como possibilidade de pensá-la nas fronteiras entre Educação, Filosofia e Cinema. Busca-se explicitar os pressupostos epistemológicos e ontológicos presentes na sua teoria, empregando o método da análise da imagem como possibilidade de articular mediações subjetivas e objetivas, intelectivas e intuitivas. Num primeiro momento, um apanhado geral dos elementos fundantes da filosofia de Bergson que nos dão já uma indicação de como sua filosofia está envolvida pelo conceito de duração e algumas ressonâncias na educação. Em seguida esclarece-se o pensamento de Bergson nas imagens do cinema, num resgate feito pelo pensador Gilles Deleuze. No último momento da pesquisa analisou-se o conceito de duração e movimento no pensamento bergsoniano, buscando evidências no filme Hiroshima Meu amor (1959), de Alain Resnais, evidenciando sua contribuição para o processo do conhecimento
Abstract: This work is the result of qualitative, biographic and document research that seeks to present the theory of knowledge of Bergson, and its resonances in the fields of Philosophy, Education and Cinema. Bergson‟s thinking revolves around the distinction, and even opposition, between intelligence and intuition. The French philosopher has a systematic, original and coherent way of constructing his thinking that can be summarized as an impulse of life that creates and develops over time, i.e. in a dynamic movement of uninterrupted creation, culminating in the appearance of human beings, consisting of consciousness, memory and freedom. It is understood, in this research, that the theory of education presupposes a theory of knowledge, as it has gnoseological roots that give it support. In this sense the theory of knowledge in Bergson is discussed by means of cinematic images, perceiving its influence in the film Hiroshima my love (1959). It is a methodological exercise involving analysis and discussion of the theory of knowledge, as an opportunity to reflect on it within the boundaries between Education, Philosophy and Cinema. The aim is to explain the epistemological and ontological premises contained in Bergson‟s theory, using the method of image analysis as a means of articulating mediations that are, at the same time, both subjective and objective, intellectual and intuitive. First it gives a general overview of the key elements of Bergson‟s philosophy, which reveal how his philosophy is imbued by the concept of duration and some resonances in education. Next, it clarifies Bergson‟s thinking in the cinematic images, in light of the thinking of Gilles Deleuze. Finally, it deals with the concept of duration and movement in Bergson‟s thinking, seeking evidence in the film Hiroshima my love, directed by Alain Resnais, thereby demonstrating his contribution to the process of knowledge
Keywords: Bergson
Conhecimento
Cinema-tempo
Educação
Deleuze
Bergson
Knowledge
Cinema-time
Education
Deleuze
Teoria do conhecimento
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Vale do Itajaí
metadata.dc.publisher.initials: UNIVALI
metadata.dc.publisher.department: Educação
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Educação
Citation: COSTA, Silvano João da. A teoria do conhecimento em Bergson: ressonâncias na filosofia, educação e cinema. 2010. 138 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2010.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1679
Issue Date: 13-Dec-2010
Appears in Collections:Importação Nova 20150826 Coleção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Silvano Joao da Costa.pdf2,28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.