Please use this identifier to cite or link to this item: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1726
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorPhilipps, Cynthia Christine Ebert-
dc.creator.IDCPF:76575713904por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4770534A2&dataRevisao=nullpor
dc.contributor.advisor1Luna, José Marcelo Freitas de-
dc.contributor.advisor1IDCPF:34318385404por
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4707546J6&dataRevisao=nullpor
dc.date.accessioned2015-08-26T18:45:03Z-
dc.date.available2005-12-19-
dc.date.issued2003-09-29-
dc.identifier.citationPHILIPPS, Cynthia Christine Ebert. O USO DISCRIMINADO E INDISCRIMINADO DA TRADUÇÃO COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO DE LÍNGUA INGLESA. 2003. 66 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2003.por
dc.identifier.urihttps://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1726-
dc.description.resumoO presente trabalho teve como objetivo desvelar as crenças e as práticas de professores de língua inglesa quanto ao uso de tradução em sala de aula. Os professores sujeitos da pesquisa são quatro docentes de um curso de graduação em letras de uma universidade privada localizada no Vale do Itajaí, Santa Catarina. Dentro de uma perspectiva fenomenológica hermenêutica, a pesquisa fez uso de observação não-participativa e entrevista semi-estrutura para a coleta dos dados. A análise dos dados revela que os professores de língua inglesa discriminam o uso da tradução como ferramenta de ensino em suas falas e que, em sua maioria, fazem uso indiscriminado da mesma em sua prática docente. A partir destes resultados e da percepção de que os professores demonstram falta de clareza no que se refere às possibilidades de uso da tradução como uma ferramenta de auxílio no ensino, sugiro uma conciliação entre a crença e a prática dos professores visando a facilitar o processo de ensino-aprendizagem nas aulas de língua inglesa.por
dc.description.abstractThis work aims to unveil English teachers beliefs and practices regarding the use of translation in their classrooms. The teachers who are the subjects of this research are faculty members of an undergraduate program in Languages and Arts of a private university located in the Vale do Itajaí region, in the state of Santa Catarina. Within a phenomenological hermeneutical perspective, non-participant observation and a semi-structured interview were used. The analysis of the data collected revealed that, in their speech, the English teachers reject the use of translation as a teaching tool in the classroom, yet most of them use it indiscriminately in their teaching practice. Based on these results and on the perception that the teachers also reveal a lack of clear concerning the possible uses of translation as a teaching tool, I discuss about the possibility of reconciling teachers beliefs and practice, aiming at a more efficient teaching-learning process in English language classes.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttps://siaiap30.univali.br/tede/retrieve/3942/Cynthia%20Philipps.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade do Vale do Itajaípor
dc.publisher.departmentEducaçãopor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUNIVALIpor
dc.publisher.programMestrado em Educaçãopor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjecttraduçãopor
dc.subjectcrençaspor
dc.subjectprática docentepor
dc.subjecttranslationeng
dc.subjectbeliefseng
dc.subjectteaching practiceeng
dc.subjectLíngua inglesa - Traduçãopor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpor
dc.titleO USO DISCRIMINADO E INDISCRIMINADO DA TRADUÇÃO COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO DE LÍNGUA INGLESApor
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Importação Nova 20150826 Coleção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cynthia Philipps.pdf442,86 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.