Please use this identifier to cite or link to this item: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1728
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorKlein, Janete Aparecida-
dc.creator.IDCPF:54733316020por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7875497017914010por
dc.contributor.advisor1Cordeiro, Maria Helena Baptista Vilares-
dc.contributor.advisor1IDCPF:32304979891por
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4727909U2por
dc.contributor.referee1Sousa, Clarilza Prado de-
dc.contributor.referee1IDCPF:27716813820por
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4090219754109759por
dc.contributor.referee2Taglieber, José Erno-
dc.contributor.referee2IDCPF:00385654987por
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783071Z9&dataRevisao=nullpor
dc.date.accessioned2015-08-26T18:45:03Z-
dc.date.available2007-05-22-
dc.date.issued2006-08-15-
dc.identifier.citationKLEIN, Janete Aparecida. A REPRESENTAÇÃO SOCIAL SOBRE A MATEMÁTICA DE PROFESSORAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL DE ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL DE ITAJAÍ SC. 2006. 105 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2006.por
dc.identifier.urihttps://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1728-
dc.description.resumoEsta pesquisa teve como objetivo conhecer o conteúdo, a estrutura e a dinâmica da representação social sobre a matemática de professoras atuantes na Educação Infantil e nas séries iniciais do Ensino Fundamental do município de Itajaí SC. Para fundamentar a pesquisa, utilizou-se a Teoria das Representações Sociais, além de contribuições na literatura sobre as concepções de Matemática e sobre a Formação Matemática de Professores. O encaminhamento metodológico se deu em três etapas: Na primeira etapa, com o intuito de se conhecer os conteúdos da representação, foi utilizada a Técnica de Livre Associação em entrevistas individuais com 65 professoras das séries iniciais. As evocações geradas mediante a apresentação da palavra-estímulo MATEMÁTICA foram submetidas a uma análise de hieraquização, em que é considerada a freqüência e a ordem de evocação. Na segunda e na terceira etapas conheceu-se a estrutura e a dinâmica das representações utilizando-se o Procedimento de Classificação Múltiplas (PCM), em entrevistas com 20 professoras. As categorizações produzidas pelas entrevistadas foram submetidas a uma análise multidimensional - MSA (Mutidimensional Scalogram Analysis). A análise do espaço semântico produzido pela MSA e a análise das justificativas dadas pelas professoras na organização das evocações revelaram três categorias: Ciência matemática: raciocínio lógico, que traduz a idéia de que a Matemática é uma Ciência abstrata e quase inacessível, identificada com o próprio raciocínio lógico. A essa categoria estão relacionadas as outras duas. Matemática na escola revela que são os conteúdos da matemática escolar que proporcionam o domínio da linguagem matemática, vista como uma espécie de código secreto. Essa representação parece estar mais ancorada nas vivências escolares das professoras, enquanto aprendentes, do que enquanto ensinantes da matemática, e revela que racionalidade adquire aqui um significado de cálculo, de domínio de regras complicadas e símbolos específicos, difíceis de serem aprendidos, porque devem ser memorizados, mesmo que não façam sentido. Esses significados estão relacionados com sentimentos e atitudes negativos. Já a categoria Matemática no cotidiano, revela que, se o raciocínio lógico matemático é a própria racionalidade humana, ele impregna todas as atividades cotidianas. A ancoragem da matemática nas atividades cotidianas se dá pela flexibilização do significado do conceito de racionalidade, que adquire aqui o sentido de compreensão. Este significado permite ver a matemática como instrumento de resolução de problemas, gerando sentimentos e atitudes positivas.por
dc.description.abstractThe goal of this study was to learn the content, structure and dynamic of the social representation of mathematics, among teachers working in pre-school and initial levels of elementary education, in the municipal district of Itajai - Santa Catarina. This study was based on the theory of social representations, and also the contributions of the literature on conceptions about Mathematics and the training of mathematics teachers. The methodology was carried out in three phases: in the first phase, with the intention of determining the contents of the representation, the technique of free association was used, in individual interviews with 65 teachers working in initial levels of education. The words and expressions evoked by the presentation of the word MATHEMATICS were submitted to hierarchical analysis, which considers the frequency and order of the those evocations. In the second and third phases, the structure and dynamic of the representations were determined, using the Multiple Classifications Procedure (MCP), in interviews with 20 teachers. The categories produced by the interviews were submitted to Multidimensional Scalogram Analysis - MSA. The analysis of the semantic space produced by the MSA and the analysis of the explanations given by the teachers, in the organization of the words evoked, revealed three categories. The first is Mathematics as Science: Logical Reasoning, which carries the idea that Mathematics is an abstract science that is almost inaccessible, and is identified with logical reasoning. The other two categories are related to this one. Mathematics in the school reveals that there are school math contents that provide a mastery of the mathematical language, which is seen as a kind of secret code. This representation seems to be deeply rooted in the everyday experiences of the teachers, as learners rather than as teachers of mathematics, and reveals that reasoning acquires here a characteristic of calculus, and mastering complicated rules and specific symbols, which are difficult to learn because they must be memorized, even though they make no sense. These meanings are related to negative feelings and attitudes. However, the category day-to-day mathematics reveals that logical mathematical reasoning is human reasoning itself, and permeates all our day-to-day activities. This anchorage of mathematics in day-to-day activities is due to the flexibility of the concept of reasoning, which takes on the meaning of comprehension. This meaning allows mathematics to be seen as a tool for solving problems, creating positive feelings and attitudes.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttps://siaiap30.univali.br/tede/retrieve/3935/Janete%20Aparecida%20Klein.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade do Vale do Itajaípor
dc.publisher.departmentEducaçãopor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUNIVALIpor
dc.publisher.programMestrado em Educaçãopor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectrepresentação socialpor
dc.subjectmatemáticapor
dc.subjectensino da matemáticapor
dc.subjectsocial representationeng
dc.subjectmathematicseng
dc.subjectmathematics teachingeng
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpor
dc.titleA REPRESENTAÇÃO SOCIAL SOBRE A MATEMÁTICA DE PROFESSORAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL DE ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL DE ITAJAÍ SCpor
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Importação Nova 20150826 Coleção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Janete Aparecida Klein.pdf603,68 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.