Please use this identifier to cite or link to this item: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1730
metadata.dc.type: Dissertação
Title: PROFESSORAS ALFABETIZADORAS: CONCEPÇÕES E PRÁTICAS
metadata.dc.creator: Zunino, Heloisa Maria Wichern
metadata.dc.contributor.advisor1: Schlindwein, Luciane Maria
metadata.dc.contributor.referee1: Garcia, Tânia Maria Figueiredo Braga
metadata.dc.contributor.referee2: Ferreira, Valeria Silva
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho é resultado da pesquisa realizada no ano de dois mil, junto a três professoras da rede pública municipal de Brusque. O objeto de pesquisa consiste em investigar as concepções teóricas de alfabetização que permeiam a práxis destas três professoras, que atuam em classes de alfabetização. Estudos realizados apontam dentre um dos responsáveis pela situação problema na alfabetização infantil, os processos de ensino desenvolvidos, em especial nas séries iniciais, referentes às práticas de leitura e escrita descontextualizadas, de forma que o aluno não consegue estabelecer relações entre aquilo que aprende e o que vive fora da escola. Essa dicotomia reflete na dificuldade de articular os conhecimentos adquiridos na escola com o seu uso no meio social. Influenciada por este e outros pontos, e partindo do pressuposto que as práticas de leitura e escritas estão fundadas em alguma concepção de alfabetização, desenvolvemos pesquisa, realizada em três escolas da rede municipal de Brusque. Os dados foram coletados nos meses de julho a dezembro do ano de dois mil. Utilizamos: a) entrevistas (semi-estruturadas) com as professoras, b) momentos de incursão ao campo de ação, sala de aula , onde realizamos dez observações (totalizando um pouco mais de 45h/a) e a análise do material utilizado em sala (produções escritas realizadas pelas crianças, sob orientação da professora). Sucintamente, os dados revelaram a iniciativa de práticas inovadoras e diferenciadas, apontando mudanças e avanços na metodologia adotada na prática docente. Também explicitaram vestígios proeminentes de uma prática pedagógica pautada na concepção tradicional. Das falas das professoras vimos que há momentos de consonância e dissonância entre o que se fala (discurso) e o que se faz (ação docente). Encontramos a presença de expressões que se pautam nas tendências pedagógicas consideradas modernas, mas que na prática docente, às vezes, refletem em movimentos e ações contrárias. A pesquisa permitiu evidenciar que, mesmo com uma formação na área da Pedagogia, as professoras, por meio de suas práticas, apresentam certa superficialidade nos conceitos teóricos sobre o processo de alfabetização. Os dados permitem aferir que as professoras cumprem a tarefa de alfabetizar seus alunos - ensinar a ler e escrever-, mas há necessidade de investir na formação de alunos leitores e escritores e ampliar o ensino da língua escrita, percebendo-a como objeto de conhecimento que tem função e uso social.
Keywords: alfabetização
escrita
leitura
práxis
Professores de ensino fundamental
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Vale do Itajaí
metadata.dc.publisher.initials: UNIVALI
metadata.dc.publisher.department: Educação
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Educação
Citation: ZUNINO, Heloisa Maria Wichern. PROFESSORAS ALFABETIZADORAS: CONCEPÇÕES E PRÁTICAS. 2003. 146 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2003.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1730
Issue Date: 15-Apr-2003
Appears in Collections:Importação Nova 20150826 Coleção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Heloisa Zunino.pdf851,95 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.