Please use this identifier to cite or link to this item: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1753
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A escola e a formação do leitor crítico da mídia: políticas públicas no Brasil e em Santa Catarina
metadata.dc.creator: Seligman, Laura
metadata.dc.contributor.advisor1: Christofoletti, Rogério
metadata.dc.contributor.referee1: Siqueira, Alexandra Bujokas de
metadata.dc.contributor.referee2: Gesser, Verônica
metadata.dc.description.resumo: O desenvolvimento de novas mídias e suas conseqüentes transformações sociais têm levado às escolas um novo desafio: preparar o cidadão para ler os meios de comunicação. Educar para a mídia é um tema recente no ambiente acadêmico, embora não seja uma exatamente uma novidade. Enquanto a educação escolar dedicou-se à alfabetização referente a um mundo livresco, afastou-se da realidade tecnológica que inseriu as sociedades em mundo de informação e da mídia. Se aos poucos diminui o número de analfabetos mesmo nos países menos desenvolvidos, outra forma de exclusão se acentua: os que não podem ler corretamente as mensagens da mídia. Inicialmente, esta pesquisa estabelece a relação entre sociedade e informação mesmo antes de se falar a expressão Sociedade da Informação. Neste sentido, ela descreve as novas relações econômicas, educacionais e comunicacionais que o número impôs ao homem. A pesquisa também aborda as diversas concepções de Educação para a Mídia, suas mais variadas denominações que variam de forma semântica e conceitual nos mais diversos países que já se dedicam a esses estudos. Os teóricos norte-americanos e uma das vertentes abordadas no Brasil são a opção aqui feita para estudar as opções que o educador tem para que possa se adequar a essa realidade e integrar a escola e suas práticas a uma outra realidade. Para estudar possíveis relações entre escola e mídia, esta dissertação examinou documentos norteadores de políticas públicas educacionais brasileiras e catarinenses em busca de vestígios que apontem essa aproximação. São seis documentos emitidos por organizações públicas, todos disponíveis on-line, garantindo, desta forma, a sua total publicidade. Para tanto, a metodologia escolhida é a Análise de Conteúdo, com opção para a análise semântica com abordagem exploratória, dando prioridade à análise da enunciação por entendermos que os documentos retratam um processo ainda em movimento. O exame desses documentos descreveu que realmente estamos caminhando neste processo, mas ainda a passos lentos e pautados por uma visão anacrônica: queremos que a educação formal escolarizada ingresse definitivamente nesse mundo informacional, tecnológico, mas ainda oferecemos resistência a ele
Abstract: The development of new media and their consequent social transformations have led schools to a new challenge: prepare the public to read the media. Educating for the medium is still a subject of few debates in academic. While the school dedicated itself to the literacy referring to a world based on books, forgot the reality of technology and the world of information and media. If gradually decreases the number of illiterate even in the least developed countries, another form of exclusion grows up: those who can not read correctly the messages of the media. Initially, this research establishes the relationship between society and information even before they speak the words Information Society. In this sense, it describes the new economic relations, education and communication that the number imposed to man. The research also discusses the different conceptions of Education for Media, its most varied denominations ranging from conceptual and semantic form in the most diverse countries that already engage in these studies. The theoretical American and one of the elements addressed in Brazil is the choice made to study the options that the educator has so that it can fit that reality and integrate the school and its practices to a different reality. To examine possible links between school and media, this dissertation examined documents that guide educational public policies for Brazil and Santa Catarina in search of traces pointing this approximation. There are six documents issued by public organizations, all available online, ensuring thus its real public. For this, the chosen methodology is the Content Analysis, with option for semantic analysis with exploratory approach, giving priority to the analysis of the statement by understanding that the documents portray a process still in motion. The examination of these documents described that are really a process in movement, but still a step slow and guided by an anachronic vision: we want the formal school education finally joining the informational world, technological, but also offer resistance to it
Keywords: educação
mídia
diretrizes curriculares
education
media
curriculum guidelines
ensino audiovisual
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Vale do Itajaí
metadata.dc.publisher.initials: UNIVALI
metadata.dc.publisher.department: Educação
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Educação
Citation: SELIGMAN, Laura. A escola e a formação do leitor crítico da mídia: políticas públicas no Brasil e em Santa Catarina. 2008. 103 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2008.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1753
Issue Date: 27-Mar-2008
Appears in Collections:Importação Nova 20150826 Coleção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Laura Seligman.pdf1,67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.