Please use this identifier to cite or link to this item: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1823
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Análise da utilização de um ambiente virtual: no aperfeiçoamento do professor como educador ambiental
metadata.dc.creator: Luchetta, Luís Henrique
metadata.dc.contributor.advisor1: Guerra, Antonio Fernando Silveira
metadata.dc.contributor.referee1: Cordeiro, Maria Helena Baptista Vilares
metadata.dc.description.resumo: A pesquisa avalia as possibilidades e obstáculos da utilização de um ambiente virtual de aprendizagem (AVA) na formação continuada de professores como educadores ambientais em escolas públicas de Itajaí, Navegantes, Camboriú e Itapema, no Estado de Santa Catarina, durante o curso de desenvolvimento de materiais e tecnologias para educação ambiental, realizado pelo Grupo de Pesquisa Educação, Estudos Ambientais e Sociedade (GEEAS) do Mestrado em Educação da Univali. Investigou-se como os participantes se apropriaram das tecnologias de informação e comunicação (TIC) a partir de um AVA, no caso o TelEduc, e como ocorreram a experiência de aprendizagem cooperativa e a interação entre eles e com a equipe técnica. O referencial teórico tomou como base principalmente as abordagens sobre aprendizagem significativa (AUSUBEL, 1968), mediada (FEUERSTEIN, 1991) e cooperativa em AVA (CAMPOS et al., 2003; GUERRA, 2001; MCCONNELL, 1994). A pesquisa foi qualitativa, do tipo participante, e consistiu na análise documental do material produzido no curso e das demais atividades mediadas pelo ambiente virtual. Foram entrevistados seis dos dezoito professores cursistas com a finalidade de identificar as experiências de aprendizagem vivenciadas no curso e a interação entre os participantes, bem como limitações e possibilidades da utilização do AVA na formação continuada em educação ambiental. Como técnica de análise, optou-se por adotar os procedimentos definidos por Bardin (2008), com ênfase, portanto, na análise de conteúdo. Quanto às experiências de aprendizagem vivenciadas, os resultados apontaram a presença das aprendizagens significativa, mediada e cooperativa. O processo de mediação com o AVA mostrou-se um trabalho essencialmente cooperativo, pois, nos relatos analisados, esse aspecto esteve presente constantemente na promoção da aprendizagem para a aquisição do conhecimento do tema gerador, sustentabilidade, e promoção de valores e atitudes; propiciou a superação de uma série de obstáculos pedagógicos e dificuldades, como a falta de experiência quanto ao uso de certas tecnologias, demonstrada por alguns cursistas. Dentre as atividades realizadas no curso e beneficiadas pelo AVA, destacaram-se o fórum de discussões e a elaboração de mapas conceituais dos projetos desenvolvidos. Salienta-se também a importância do material de apoio disponibilizado e o acesso aos portifólios. Os principais obstáculos verificados na utilização do AVA foram representados pela falta de conhecimento, por parte de alguns cursistas, quanto ao uso das diversas tecnologias, embora este fosse pré-requisito básico para a participação do curso. A falta de acesso à internet e a computadores nas escolas para os encontros virtuais também foi indicada pelos entrevistados. Os professores sugeriram otimização do uso do chat e melhoria no layout do ambiente. Com relação à interação dos cursistas e deles com a equipe técnica, percebeu-se que todas as ferramentas propostas para o curso foram utilizadas, sendo que a agenda e o portifólio foram as mais acessadas e as leituras e o fórum de discussão, os que obtiveram o menor número de acessos. Concluiu-se que a simples disponibilidade de TIC e de ambientes virtuais e aprendizagem não garantem uma prática inovadora e uma aprendizagem significativa. O que se constata é que o uso das tecnologias como recurso na formação continuada, especialmente em EA, só será significativo se estiver aliado ao conhecimento teórico e à adoção de abordagens inovadoras para a sua utilização
Abstract: The research evaluates the possibilities and obstacles inherent to the use of a Virtual Learning Environments (VLE) in the continuing education of teachers as environmental educators in public schools in the towns of Itajai, Navegantes, Camboriu and Itapema, in the State of Santa Catarina, during the Development of Materials and Technologies for Environmental Education, by the Research Group in Education, Environmental Studies and Society (GEEAS) of the Master es Degree in Education at UNIVALI. It investigates how the participants make use of Information and Communication Technologies (ICT) of a VLE, in this case TelEduc, and the cooperative learning experience and interaction between them and with the technical staff. The theoretical background to the research was based mainly on the significant learning approach (AUSUBEL, 1968), the mediated learning approach (FEUERSTEIN, 1991) and cooperative learning approach in VLE (CAMPOS, et al. 2003; GUERRA, 2001, McCONNEL, 1994), among others. The research was qualitative and participatory in nature, and consisted of a document analysis of material produced on the course and the other activities mediated by the virtual environment. Six of the eighteen teachers who took part in the course were interviewed, seeking to identify their learning experiences on the course, the interaction between the participants, and the obstacles and possibilities of VLE in continuing education for Environmental Education (EE). Bardin es (2008) procedures were used for the analysis, particularly content analysis. In terms of learning experiences, the results indicate the presence of significant, mediated and cooperative learning. The process of mediation with a VLE proved to be an essentially cooperative work, as in the reports analyzed, cooperation was an aspect that was constantly present in the promotion of learning for the acquisition of knowledge of the generator theme, sustainability, and the promotion of values and actions; it enabled several pedagogical obstacles and difficulties to be overcome, such as a lack of experience in the use of certain technologies, as demonstrated by some of the course participants. The activities undertaken on the course - and benefited from VLE - included the discussion forum, the development of conceptual maps, and banners of the projects developed. The importance of the support material is also emphasized, as it provided access to the portfolios. The main obstacles to the use of the VEL were a lack of knowledge, on the part of some of the course participants, regarding the use of various technologies, although this was a basic prerequisite for participation in the course. The lack of internet access and computers in schools for the virtual meetings was also pointed by the interviewees. Among the possibilities mentioned, the teachers suggested the use of chat, and an improvement to the layout of the environment. Regarding the interaction between the course participants, and with the technical staff, it was observed that all the tools proposed for the course were used, but the diary and the portfolios were the most accessed, and the readings and discussion forum. had the smallest number of accesses. It is concluded that the availability of ICTs, and virtual learning environments alone does not guarantee an innovative practice or significant learning. Rather, it seems that the use of technologies as a resource in continuing education, especially in EE, will only be meaningful if combined with theoretical knowledge and the adoption of innovative approaches for their use
Keywords: educação ambiental
ambientes virtuais de aprendizagem
experiências de aprendizagem
formação continuada
environmental education
virtual learning environment-VLE
learning experiences
continuing education
Ensino - Meios auxiliares
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Vale do Itajaí
metadata.dc.publisher.initials: UNIVALI
metadata.dc.publisher.department: Educação
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Educação
Citation: LUCHETTA, Luís Henrique. Análise da utilização de um ambiente virtual: no aperfeiçoamento do professor como educador ambiental. 2010. 109 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2010.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1823
Issue Date: 17-Feb-2010
Appears in Collections:Importação Nova 20150826 Coleção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luis Henrique Luchetta.pdf1,09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.