Please use this identifier to cite or link to this item: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1863
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Contribuições para a fisioterapia a partir dos pontos de vista das crianças
metadata.dc.creator: Santos, Kadine Priscila Bender dos
metadata.dc.contributor.advisor1: Ferreira, Valeria Silva
metadata.dc.contributor.referee1: Gesser, Verônica
metadata.dc.description.resumo: Este estudo é vinculado à linha de pesquisa Prática Docente e formação profissional e discute a fisioterapia a partir dos pontos de vista das crianças. Apresenta como objeto de estudo a fisioterapia durante a infância e tem como principal objetivo ouvir o que as crianças dizem sobre a fisioterapia. Participaram deste estudo sete crianças com doenças crônicas que fazem fisioterapia por tempo indeterminado, em um hospital e em um centro de fisioterapia. Essas crianças foram entrevistadas a partir de questionamentos relativos à doença, ao tratamento e sobre brincar durante a fisioterapia, propondo-se, assim, pesquisar com as crianças e não sobre as crianças, com base no referencial de Corsaro (2009) e Sarmento (2005). Acredita-se que se preocupar com a qualidade de vida infantil é incluir a criança, é ouvi-la, é pensar não somente no seu futuro, pois o tempo da criança é o presente, ela é contemporânea. (ABRAMOWICZ; OLIVEIRA, 2010). Este estudo entende a infância como uma categoria social e compreende que as crianças com doenças crônicas necessitam de maior atenção quanto à sua qualidade de vida infantil. Além disso, traz a possibilidade de uma aproximação efetiva com a educação por meio da Sociologia da Infância e da Saúde no âmbito de humanizar a relação entre fisioterapeuta e criança. Portanto, identificou-se o quanto a criança é capaz de contribuir com a fisioterapia, pois elas demonstram conhecimento acerca da doença e da fisioterapia, e ressaltam a importância do brincar durante as sessões. Conclui-se que a interação da criança com o fisioterapeuta pode existir desde o momento da avaliação, e que essa interação permite contribuir na elucidação das intencionalidades das crianças, pois elas possuem objetivos com a fisioterapia. Há a necessidade de incluir mais a terapia lúdica, em que brincar na fisioterapia seja prazeroso, estimulante, na tentativa de objetivar o brincar terapêutico. Esse é o desafio. Por esse viés, pode-se dizer que reabilitar requer conhecimento pedagógico, e que o fisioterapeuta pode contribuir mais com a reabilitação da criança, quando utiliza a brincadeira, já que é inerente a ela o aprendizado. (FUJISAWA; MANZINI, 2010). Buscar ter em si as palavras e o olhar crítico das crianças em relação à fisioterapia possibilitou identificar que os fisioterapeutas que atuam em fisioterapia pediátrica e o Curso de Fisioterapia necessitam refletir no campo teórico e prático a respeito da infância, para que, assim, possa-se melhorar a qualidade de vida infantil, tendo como premissa um atendimento humanizado
Keywords: Fisioterapia pediátrica
Infância
Terapia lúdica
Qualidade de vida
Humanização
Pediatric Physical Therapy
Childhood
Therapeutic play
Quality of life
Humanization
Prática de ensino
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Vale do Itajaí
metadata.dc.publisher.initials: UNIVALI
metadata.dc.publisher.department: Educação
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Educação
Citation: SANTOS, Kadine Priscila Bender dos. Contribuições para a fisioterapia a partir dos pontos de vista das crianças. 2012. 111 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2012.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1863
Issue Date: 24-Feb-2012
Appears in Collections:Importação Nova 20150826 Coleção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Kadine Priscila Bender dos Santos.pdf1,49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.