Please use this identifier to cite or link to this item: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1882
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A dieta jornalística televisiva e o impacto na vida escolar: percepção dos jovens de uma escola pública de ensino médio
metadata.dc.creator: Ramos, Juliano Latour
metadata.dc.contributor.advisor1: Raitz, Tania Regina
metadata.dc.contributor.referee1: Christofoletti, Rogério
metadata.dc.contributor.referee2: Ferreira, Valeria Silva
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação trata de uma investigação realizada no PPGE UNIVALI-SC, se insere na linha de pesquisa Práticas Docentes e Formação Profissional , integra o grupo de Pesquisa Educação e Trabalho. Grande parte do povo brasileiro ainda busca informação e entretenimento na televisão. Os jovens normalmente são muito influenciados pelos apelos de consumo ditados por este veículo de comunicação. Diante deste contexto esta pesquisa tem como objetivo compreender e analisar a influência/impacto da dieta jornalística televisiva na vida escolar a partir da percepção dos jovens do Ensino Médio de uma escola pública em Camboriú-SC (Escola estadual E.E.B. Professor José Arantes), no sentido de contribuir teórica e metodologicamente para a área dos estudos que se insere a temática juventude, educação e mídia. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa realizada em dois momentos: aplicação de um questionário com perguntas fechadas e abertas (participaram 151 alunos) com a finalidade de conhecer melhor o perfil destes jovens e numa segunda etapa se investiu em entrevista de um grupo de oito desses jovens para aprofundamento do objeto de estudo. Contribuições de autores como Bourdieu (1995), Canclini (1999), Lima (2010, 2011), Hall (2006), Silverstone (2002), entre outros, fundamentam esse estudo. Os resultados apontam que os jovens estão tendo dificuldades na formação de suas interpretações sobre a programação, sentindo-se confusos em relação ao que a mídia expõe ou transmite. Isso se torna evidente por meio de seus depoimentos. A partir dessa observação tem-se a possibilidade de compreender melhor o consumo da televisão pela juventude e produzir materiais que contribuam com maiores elementos para desenvolver a educação para o consumo da mídia televisiva. Neste sentido, concordam em permanecer como telespectadores passivos de tudo, ou quase tudo que é colocado a eles, porque lhes parece cômodo permanecer no senso comum. Se existe um telejornalismo que informa parece difícil procurar informações em livros ou revistas científicas que detém o conhecimento acadêmico
Abstract: Esta dissertação trata de uma investigação realizada no PPGE UNIVALI-SC, se insere na linha de pesquisa Práticas Docentes e Formação Profissional , integra o grupo de Pesquisa Educação e Trabalho. Grande parte do povo brasileiro ainda busca informação e entretenimento na televisão. Os jovens normalmente são muito influenciados pelos apelos de consumo ditados por este veículo de comunicação. Diante deste contexto esta pesquisa tem como objetivo compreender e analisar a influência/impacto da dieta jornalística televisiva na vida escolar a partir da percepção dos jovens do Ensino Médio de uma escola pública em Camboriú-SC (Escola estadual E.E.B. Professor José Arantes), no sentido de contribuir teórica e metodologicamente para a área dos estudos que se insere a temática juventude, educação e mídia. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa realizada em dois momentos: aplicação de um questionário com perguntas fechadas e abertas (participaram 151 alunos) com a finalidade de conhecer melhor o perfil destes jovens e numa segunda etapa se investiu em entrevista de um grupo de oito desses jovens para aprofundamento do objeto de estudo. Contribuições de autores como Bourdieu (1995), Canclini (1999), Lima (2010, 2011), Hall (2006), Silverstone (2002), entre outros, fundamentam esse estudo. Os resultados apontam que os jovens estão tendo dificuldades na formação de suas interpretações sobre a programação, sentindo-se confusos em relação ao que a mídia expõe ou transmite. Isso se torna evidente por meio de seus depoimentos. A partir dessa observação tem-se a possibilidade de compreender melhor o consumo da televisão pela juventude e produzir materiais que contribuam com maiores elementos para desenvolver a educação para o consumo da mídia televisiva. Neste sentido, concordam em permanecer como telespectadores passivos de tudo, ou quase tudo que é colocado a eles, porque lhes parece cômodo permanecer no senso comum. Se existe um telejornalismo que informa parece difícil procurar informações em livros ou revistas científicas que detém o conhecimento acadêmico
Keywords: Jovens
telejornal
educação
Jovens
telejornal
educação
Comunicação de massa e juventude
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Vale do Itajaí
metadata.dc.publisher.initials: UNIVALI
metadata.dc.publisher.department: Educação
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Educação
Citation: RAMOS, Juliano Latour. A dieta jornalística televisiva e o impacto na vida escolar: percepção dos jovens de uma escola pública de ensino médio. 2012. 97 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2012.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1882
Issue Date: 5-Sep-2012
Appears in Collections:Importação Nova 20150826 Coleção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Juliano Latour Ramos.pdf1,02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.