Please use this identifier to cite or link to this item: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1963
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Caracterização ecológica do apicum do manguezal do Rio Tavares, Florianópolis, Santa Catarina
metadata.dc.creator: Lugli, Débora Ortiz
metadata.dc.contributor.advisor1: Tognella-de-rosa, Mônica Maria Pereira
metadata.dc.contributor.referee1: Rodrigues, Rosana Maria
metadata.dc.description.resumo: Entre os ecossistemas costeiros, os manquezais constituem um dos mais importantes, apresentando inúmeras funções ecológicas que os tornam imprescindíveis à região costeira. Associados a esse ecossistema podem ocorrer formações de extensas áreas desprovidas de vegetação que, em determinadas regiões, são resultantes da hipersalinidade do solo sendo denominadas de &9 apicum". Essas áreas são consideradas importantes reservatórios de nutrientes e podem atuar como zona de retração de bosques @de mangue, em uma possível situação de elevação do nível do mar. Desta forma, buscou-se obter informaçoes sobre o apicum associado ao manguezal do Rio Tavares (Florianópolis, SC) visando caracterizar a área e sua relação com a vegetação de entorno como subsidio ao entendimento das energias que atuam nesse ecossistema. Para isso, realizou-se o monitoramento dos teores salinos da água intersticial do apicum, a caracterização estrutural em alguns pontos do bosque de mangue associado a essa área visando identificar a composição da vegetação nesses pontos e a análise temporal do manquezal do Rio Tavares. Empregando técnicas de Sensoriamento Remoto Sub-orbital analisou-se fotografias aéreas temporais dos anos de 1938, 1957, 1978, 1994, 1998 e 2001, com o objetivo de caracterizar a ocupação dos apicuns pela colonização da vegetação. Para a análise da salinidade na água intersticial foram determinadas duas transversais - TI e T2 - onde foram distribuídos 7 e 6 pontos amostrais, respectivamente. Os valores máximos e mínimos de salinidade observados foram de 36 e 6, respectivamente. Durante o período analisado ocorreu uma variaçao nos teores salinos nos pontos amestrados, respondendo aos índices de precipitação, temperatura e amplitudes de maré registrados durante esse mesmo período. Os resultados obtidos indicaram que, a ausência de vegetação no apicum do Rio Tavares não responde aos teores de salinidade registrados para a área, não sendo esse o fator limitante para a colonização do apicum. Em relação às análises temporais, notou-se uma tendência de colonização da vegetação nos locais sujeitos à maior inundação, ocorrendo no sentido Norte-Sul do manquezal. Observou-se uma evolução nos padrões de altura da vegetação, desde 1957 até o presente, principalmente nas margens dos canais e porções mais internas do manguezal, correspondendo ao processo de amadurecimento dos bosques. Por outro lado, essas análises mostraram que o processo de ocupação do apicum associado ao manquezal do Rio Tavares apresentou uma redução na taxa de colonização nos últimos quatro anos. Essa área apresentou redução de 55% no levantamento do ano de 2001, quando comparado ao levantamento de 1938. Na porção Sudoeste desse apicum observou-se um rápido avanço na colonização pela vegetação como resposta às alterações dos processos hidrodinâmicos da área devido à implantação de canais artificiais no manquezal. A ocorrência de individuos-jovens de manque na porção Sul do apicum e o aumento nos processos erosivos observados nos canais de maré presentes na porção sudoeste da área, bem como a colonização da borda desses canais por indivíduos de Rhízophora mangle corroboram as observaçoes das alterações nos processo hidrodinâmicos
Abstract: Among shores ecosystems, the fens or mangroves constitutes one of more importants, showing a lots ecology functions that becomes necessary through the cost region. Associated to that ecosystem can occur formations of bigs areas without vegetation, that at some regions are the results of soil hipersaltishness which is called apicum , being a trimming of sand between the continent coast an the sea. These areas are considered important nutrients reservoirs that can perform as fen or mangroves forest reservation. When the sea increase its level. So, sougth to get infomations about the apicum associated to the fen of Tavares River (Florianópolis- Santa Catarina State), intending to characterize the area and its relationship with surrounding vegetation as supports of understanding of the energies that act in such ecologic-system. For that, was done a monitoring of salts contents in the interstitial water of the apicum , the structural characterization in some points of mangrove forest associated to that area intending to identify the composition of vegetation on that points and times analysis of the mangrove of the Tavares River. Using thechnics of remote sensorial of sub-orbital was analyzed air times photographs of following years 1938, 1957, 1978, 1994, 1998 and 2001 with the objective to characterize the apicuns occupation by vegetation during the colonization. For the analysis of the salinity through interstitial water ere determined on two transversals, T¹ and T² where were distributed a7 and 6 samples points respectively. The maximum and minimum values of salting gotten were 36 and 6 respectively. During the period analyzed occurred a variation about salting contained on points where samples were taken according rains indexes, temperatures and high tide registered during the same period. The results obtained had indicated that the absence of vegetation in Tavares River apicum was not according to the results of salting registered for that area, so, was evident, that, wasn t the limitation factor to apicum colonization. Regarding to weather analyses was seem a trend of vegetation colonization on the places with tendency to overflow that occur from North to South of mangrove. Was seem an evolution regarding standards of vegetation height since 1957 to up to date, mainly on channels border and places inner of mangrove, following to the process of forests mature. On the other hand, such analyses showed that the occupation process of the apicum associated to the mangrove of Tavares River, presented a reduction on setting rate on the last four years. That area has presented a reduction of 55% through 2001 searching, when compared on 1938 searching. On the Southwest of that apicum was observed a quickly advances of colonization in function to vegetation, as answer to the changes of the hydrodynamics processes of the area due to the implantation of the artificial channels on the mangrove. The occurrency of young individuals of mangrove on the South portion of the apicum an the increase of erosive processes observed on tide channels present on the southwest of such area and a colonization on board of that channels for the Rhizophora mangle corroborates the observations of alterations in the hydrodynamics process
Keywords: manguezal
sensoriamento remoto
Ecossistemas
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::OCEANOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Vale do Itajaí
metadata.dc.publisher.initials: UNIVALI
metadata.dc.publisher.department: Tecnologia e Gestão Ambiental. Ecossistemas Aquáticos
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Ciência e Tecnologia Ambiental
Citation: LUGLI, Débora Ortiz. Caracterização ecológica do apicum do manguezal do Rio Tavares, Florianópolis, Santa Catarina. 2004. 143 f. Dissertação (Mestrado em Tecnologia e Gestão Ambiental. Ecossistemas Aquáticos) - Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2004.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1963
Issue Date: 20-Aug-2004
Appears in Collections:Importação Nova 20150826 Coleção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Debora Ortiz Lugli.pdf3,2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.