Please use this identifier to cite or link to this item: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/2183
metadata.dc.type: Tese
Title: A certificação em sustentabilidade (NBR 15401:2006) como fator estratégico de obtenção de vantagens competitivas
metadata.dc.creator: Oliveira, Murilo de Alencar Souza
metadata.dc.contributor.advisor1: Rossetto, Adriana Marques
metadata.dc.contributor.referee1: Lerípio, Alexandre de Avila
metadata.dc.contributor.referee2: Pires, Paulo dos Santos
metadata.dc.contributor.referee3: Rossetto, Carlos Ricardo
metadata.dc.description.resumo: Esta tese partiu de questionamentos sobre a contribuição dos meios de hospedagem (MH) nacionais para a prática de um turismo sustentável nos destinos turísticos. O objetivo foi analisar a decisão estratégica em sustentabilidade (adoção de práticas socioambientais e certificação pela ABNT NBR15401:2006) dos gestores do segmento hoteleiro, a partir da identificação dos fatores externos e recursos internos que favorecem a obtenção de vantagens competitivas, para fins de proposição de um Modelo Geral Integrado de Sustentabilidade e Competitividade para Meios de Hospedagem de Pequeno Porte (MISCMH). A abordagem do estudo foi qualitativa com uso de pesquisa exploratória (dedutiva) e descritiva (indutiva). Também foram empregadas pesquisas bibliográfica e de campo com uso das técnicas de observação in loco e entrevista semiestruturada com gestores de 15 hotéis e pousadas de pequeno porte que implantaram práticas sustentáveis em 3 destinos turísticos: Armação dos Búzios/RJ, Chapada Diamantina/BA e Região das Hortênsias/RS. O estudo constatou que o Programa Bem Receber incentivou a adesão dos MH à sustentabilidade, apesar da recente inserção do tema nas políticas públicas de turismo no país. A pesquisa identificou apenas 61 MH que obtiveram algum reconhecimento (selo e/ou certificação em sustentabilidade) e somente 6 pela NBR15401:2006. Como fatores que dificultaram a incorporação da sustentabilidade foram destacados o fim do Programa Bem Receber, o custo da certificação e a pouca consciência entre os envolvidos com o turismo (empresários, gestores públicos, turistas e comunidades receptoras). Dentre os fatores externos que levaram à adesão dos MH destacam-se as pressões exercidas pela competitividade nos destinos e a busca por um diferencial de mercado. Mediante uso da Visão Baseada em Recursos (RBV) foram identificados os recursos organizacionais que favorecem a tomada de decisão em sustentabilidade pelos gestores: localização e estruturas prediais (recursos físicos); consciência dos proprietários e envolvimento dos trabalhadores (recursos humanos); e, construção de relacionamentos e parcerias (recursos da arquitetura organizacional). Quanto à obtenção de vantagem competitiva os principais fatores derivados da atuação sustentável foram: redução no uso de recursos naturais; maior divulgação dos MH; e, profissionalização da gestão. Foram identificados reflexos positivos no desempenho econômico, ambiental e social dos MH e melhorias nas condições de preservação das características dos destinos turísticos e de manter sua atratividade junto à demanda. A análise permitiu concluir que a decisão estratégica em sustentabilidade representa uma vantagem competitiva no que se refere às economias geradas e à divulgação mercadológica da marca. No entanto, a sustentabilidade ainda não se tornou um diferencial para a demanda turística, salvo para pequena parcela cujas práticas sustentáveis consistem em fatores integrantes do processo de escolha da hospedagem. Por fim, a pesquisa permitiu a proposição do MISCMH e também de sugestões quanto à incorporação da sustentabilidade na hotelaria, nas políticas governamentais e nos programas de certificação e rotulagem para o turismo e a hotelaria. Sugestões para a continuidade e os desdobramentos desta pesquisa e para novos estudos sobre a sustentabilidade na gestão do turismo nacional concluem o trabalho.
Abstract: This thesis arose out of questions about the contribution of national accommodation establishments (AE) to the practice of sustainable tourism in tourist destinations. The objective was to analyze strategic decision-making in sustainability (adoption of environmental practices and certification by the ABNT NBR15401:2006) among managers in the hotel sector, based on the identification of external factors and internal resources that promote competitive advantages, for the purposes of proposing a General Integrated Model of Sustainability and Competitiveness for Small Accommodations (MISCMH). The study approach was qualitative, with the use of exploratory (deductive) and descriptive (inductive) research. A literature review and field research were also used, with techniques of on-site observation and semi-structured interviews with managers of 15 small hotels and guesthouses that have implemented sustainable practices in three tourist destinations: Armação dos Búzios/RJ, Chapada Diamantina/BA and Região das Hortênsias/RS. The study found that the Program Bem Receber encouraged the adhesion of accommodation establishments to sustainability, despite the recent introduction of the theme in public tourism policies in the country. The survey identified only 61 accommodation establishments had received some recognition (seal and/or certification in sustainability) and only 6 that had gained NBR15401:2006. Among the factors that hindered the incorporation of sustainability were the end of the Program Bem Receber, the cost of certification, and the lack of awareness among those involved with tourism (entrepreneurs, public administrators, tourists and host communities). Among the external factors that led to the accession of AE were pressures exerted by competitiveness in destinations, and the search for a market differential. Through the use of resource-based view (RBV), the organizational resources were identified that favored decision-making on sustainability by the managers: location and building structures (physical resources); awareness of the owners, employee involvement (human resources); and building relationships and partnerships (resources of organizational architecture). To obtain competitive advantage, the main factors derived from sustainable performance were: reduction in the use of natural resources; greater divulgation of AE; and, professionalization of management. Positive impacts were identified on the economic, environmental and social performance of AEs, and improvements in the conditions of preservation of the characteristics of tourist destinations and to maintain its attractiveness with the demand. The analysis led to the conclusion that strategic decision-making in sustainability represents a competitive advantage in terms of the savings generated and the marketable divulgation of the brand. However, sustainability has not yet become a differential for tourist demand, except for a small portion whose sustainable practices consist of factors that form part of the process of deciding on an accommodation establishment. Finally, the research enabled the proposal of MISCMH, and also suggestions for the incorporation of sustainability in the hospitality industry, in government policies and certification and labeling programs for tourism and hotel management. The work concludes with some suggestions for continuity and the ramifications of this research, and for new studies on sustainability in the management of national tourism.
Keywords: Certificação em Sustentabilidade
Vantagem Competitiva
Visão Baseada em Recursos
Meios de Hospedagem
Decisão Estratégica em Sustentabilidade
Lodging
Strategic Decision in Sustainability
Gestão ambiental
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Vale do Itajaí
metadata.dc.publisher.initials: UNIVALI
metadata.dc.publisher.department: Organizações e Sociedade
metadata.dc.publisher.program: Doutorado em Administração e Turismo
Citation: OLIVEIRA, Murilo de Alencar Souza. A certificação em sustentabilidade (NBR 15401:2006) como fator estratégico de obtenção de vantagens competitivas. 2013. 319 f. Tese (Doutorado em Organizações e Sociedade) - Universidade do Vale do Itajaí, Biguaçu, 2013.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/2183
Issue Date: 28-Feb-2013
Appears in Collections:Teses - Doutorado em Administração e Turismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Murilo de Alencar Souza Oliveira.pdf2,5 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.