Please use this identifier to cite or link to this item: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/2198
metadata.dc.type: Tese
Title: RELAÇÃO DAS CAPACIDADES DINÂMICAS E ORIENTAÇÃO EMPREENDEDORA COM O DESEMPENHO EM AGÊNCIAS DE VIAGENS MODERADA PELO AMBIENTE ORGANIZACIONAL
metadata.dc.creator: Escobar, Maria Andréa Rocha
metadata.dc.contributor.advisor1: Verdinelli, Miguel Angel
metadata.dc.contributor.referee1: Rossetto, Carlos Ricardo
metadata.dc.contributor.referee2: Cancellier, Everton Luis Pellizzaro de Lorenzi
metadata.dc.description.resumo: Esta tese teve por objetivo estudar o relacionamento entre capacidades dinâmicas, orientação empreendedora com o desempenho moderado pelas dimensões de munificência, dinamismo e complexidade do ambiente organizacional das agências de viagens e turismo, através de um levantamento realizado junto aos gestores destas. A fim de se analisar tal processo adotou-se a modelagem de equações estruturais como conjunto de técnicas de análise de dados, como também a regressão múltipla para mensurar o efeito moderador. A partir da modelagem por equações estruturais, ajustou-se o modelo teórico proposto a cada um dos construtos em questão. Com o modelo ajustado foi possível mensurar todas as variáveis que o compõe. A metodologia de pesquisa é um survey em que se utilizou de escalas pré-testadas a fim de se mensurar os construtos. A população-alvo é composta por agências de viagens e turismo brasileiras. Como resultado, a partir do teste de hipóteses, constatou-se que há um relacionamento positivo entre a capacidade dinâmica de absorção, capacidade dinâmica de inovação, orientação empreendedora e a munificência ambiental com o desempenho, sendo as hipóteses suportadas. Houve relacionamento negativo, mas significativo do dinamismo ambiental com o desempenho. Para o construto complexidade ambiental não houve relacionamento com o desempenho. Quando ao efeito moderador das dimensões ambientais (munificência, dinamismo e complexidade) sobre a relação entre capacidade dinâmica de absorção e desempenho, para capacidade dinâmica de inovação e desempenho, como para orientação empreendedora e desempenho, para todos os relacionamentos não se confirmaram o efeito moderador, sendo as hipóteses rejeitadas. Destaca-se que o modelo desta tese, apesar de complexo, apresenta medidas adequadas o que deixa margem para afirmar que houve uma contribuição para a área da gestão estratégica ao apontar a percepção dos gestores referente às capacidades dinâmicas de absorção e inovação, orientação empreendedora e as dimensões ambientais e seus impactos no desempenho das agências de viagens e turismo
Abstract: The aim of this thesis was to study the relationship between dynamic capacities, entrepreneurial orientation and performance moderated by the dimensions of munificence, dynamism and complexity of the organizational environment of travel and tourism agencies, through a survey carried out with the managers of these companies. To analyse this process, structural equations modeling was adopted as a set of data analysis trends, as well as multiple regressions, to measure the moderator effect. Based on structural equations modeling, the proposed theoretical model was adjusted to each of the constructs in question. Using the adjusted model, it was possible to measure all the variables that comprise it. The research method is a survey in which pre-tested scales are used to measure the constructs. The target population is comprised of Brazilian travel and tourism agencies. As a result, based on the test of hypotheses, it was observed that there is a positive relationship between dynamic absorption capacity, dynamic innovation capacity, entrepreneurial orientation, and environmental munificence, and performance, with the hypotheses being supported. There was a negative, but significant relationship between environmental dynamism and performance. For the construct environmental complexity, there was no relationship with performance. Regarding the moderator effect of the environmental dimensions (munificence, dynamism and complexity) on the relationship between dynamic absorption capacity and performance, for both dynamic innovation capacity and performance, and entrepreneurial orientation and performance, for all the relationships, no moderator effect was confirmed, and the hypotheses were rejected. It is highlighted that the model of this thesis, although complex, presents adequate measurements that permit the affirmation that there was a contribution to the area of strategic management by indicating the managers perceptions in relation to the dynamic capacities of absorption and innovation, entrepreneurial orientation and environmental dimensions and their impacts on the performance of travel and tourism agencies
Keywords: Capacidades dinâmicas
Orientação Empreendedora
Dimensões ambientais
Agências de viagens
Dynamic capacities
Entrepreneurial Orientation
Environmental Dimensions
Travel agencies
Desenvolvimento organizacional
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Vale do Itajaí
metadata.dc.publisher.initials: UNIVALI
metadata.dc.publisher.department: Organizações e Sociedade
metadata.dc.publisher.program: Doutorado em Administração e Turismo
Citation: ESCOBAR, Maria Andréa Rocha. RELAÇÃO DAS CAPACIDADES DINÂMICAS E ORIENTAÇÃO EMPREENDEDORA COM O DESEMPENHO EM AGÊNCIAS DE VIAGENS MODERADA PELO AMBIENTE ORGANIZACIONAL. 2012. 202 f. Tese (Doutorado em Organizações e Sociedade) - Universidade do Vale do Itajaí, Biguaçú, 2012.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/2198
Issue Date: 8-May-2012
Appears in Collections:Teses - Doutorado em Administração e Turismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria Andrea Rocha Escobar.pdf2,71 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.